Harry Potter e o Príncipe Misterioso

image

** ATENÇÃO: Para quem não leu o livro anterior, toda a opinião pode conter spoilers **

Descoberta a profecia que liga Harry a Lord Voldemort, a sua presença torna-se mais evidente do que nunca. Os seus fieis seguidores, os Devoradores da Morte, andam a espalhar o caos. O Ministério da Magia é obrigado a fazer horas extra para mudar as memórias dos Muggles e convence-los que foram acidentes naturais ou crimes não-mágicos. A relação entre as duas comunidades parece estar mais tensa que nunca. É neste ambiente, rodeado de medidas de segurança, que Harry volta para a Hogwarts para completar aquele que vai ser o seu 6° ano de estudos. Um ano atribulado, como não podia deixar de ser, marcado pela aparição de um misterioso livro que pertenceu ao auto-denominado “Príncipe Meio-Sangue”. Os mistérios adensam-se, alguns segredos são revelados e as surpresas aparecem ao virar de cada página.

Neste 6° livro nota-se bem que J. K. Rowling está a preparar o final da série. Os segredos começam a ser revelados, as pontas soltas começam a unir-se e aqueles pequenos detalhes que poderiam não fazer sentido começam a fazê-lo. O tom geral do livro mantém-se fiel aos anteriores, com muita acção e uma aura muito dark. As personagens estão cada vez mais bem construidas, apresentando agora bastante maturidade apesar de alguns rasgos de “adolescentite aguda” misturados com muita ciumeira próprios de quem está apaixonado. Dentro das personagens, a evolução da Ginny é uma agradável surpresa. A miúda passou de uma menina tímida e assustadiça para uma jovem mulher com pêlo na venta e ideias próprias! Falando de paixões, há paixões previstas (Ron e Hermione juntos é daquelas coisas que já se via a léguas que ia acontecer) e outras imprevistas ( a minha reacção a Harry e Ginny juntos foi ” Didn’t see that coming…”). Como ponto negativo volto a focar os habituais problemas de tradução. O encantamento de Aparição passou a chamar-se Materialização, a disciplina de Adivinhação passa a Artes Divinatórias e volta ao normal às vezes dentro da mesma página. Até a fórmula do Mapa do Salteador mudou por completo, a de início e a de término! Quanto ao final, para mim foi uma surpresa. Bem, eu esperava este desfecho para Dumbledore mas não o esperava já, só no último volume da saga. E agora é só esperar pelo fim do último livro para encerrar a saga mais famosa do planeta.

Classificação: 4/5

– As pessoas estão convencidas de que és “O Eleito”, estás a ver – prosseguiu Scrimgeour. – Acham que és um herói, e é claro que és, Harry, sejas ou não eleito! Quantas vezes já estiveste frente a frente com Aquele Cujo Nome Não Deve Ser Pronunciado? Bem, seja como forte – insistiu, sem esperar pela resposta -, a questão é que és um símbolo de esperança para muitos, Harry. A ideia de que há alguém que pode conseguir, que pode até estar destinado a destruir Aquele Cujo Nome Não Deve Ser Pronunciado… é claro que isso anima as pessoas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s