O Circo da Noite

Erin MorgensternOs jogos entre Hector Bowen e Alexander H. têm durado ao longo das décadas. Jogos longos, mágicos e de final incerto. No início dos anos 1900’s começa mais um. O local escolhido é um dos mais peculiares alguma vez utilizado: Le Cirque des Rèves. Criado por um grupo de amigos encabeçado por Monsieur Lefèvre, este circo destaca-se de todos os outros. Não faz publicidade de quando chega, abre portas ao pôr do sol, só fecha quando amanhece e vai-se embora quando menos se espera. As suas tendas às riscas pretas e brancas e o elaborado relógio que está na bilheteira são as suas imagens de marca. Desta vez cabe a Celia e Marco, uma talentosa ilusionista e um génio da manipulação, gerirem o correr do dia-a-dia do circo ao mesmo tempo que fazem as suas jogadas.

Todos temos as nossas memórias sobre o circo, seja de um estilo mais tradicional com animais ou algo mais contemporâneo estilo Cirque du Soleil. Este Cirque des Rèves que Erin Morgenstern nos apresenta é completamente diferente desses. Nunca é estático no seu layout, cada jogada representa uma nova tenda, uma nova atracção. As doses de mistério em torno das várias personagens são muito bem usadas. O leitor fica sempre com curiosidade para saber quem é a personagem X ou o que aconteceu à personagem Z. As descrições também estão muito bem conseguidas. Ao fim de algumas páginas fica na nossa mente o cheiro inebriante do caramelo das maçãs ou do molho de chocolate misturado com o cheiro de pipocas acabadas de fazer. O Circo da Noite é um livro que apela na sua plenitude ao poder da nossa imaginação, bem como aos nossos sentidos mais apurados. Para quem gosta de sonhar acordado, este é um bom livro.

Classificação: 4/5

– Existem mais coisas envolvidas do que você supõe – responde ela. – Eu também não entendia as regras, na minha época. Não envolve apenas o que você chama de mágica. Você acha que acrescentar uma nova tenda ao circo é uma jogada? É mais do que isso. Tudo o que você faz, todos os momentos do dia são uma jogada. Você carrega seu tabuleiro com você, ele não está contido nas lonas e nas listras. Ainda que você e seu oponente não tenham o luxo de possuir quadrados elegantes para se situarem.

 

2 pensamentos sobre “O Circo da Noite

  1. Oi Isa!!
    Nossa, disse que viria te visitar faz um tempinho e só dou as caras agora, QUE VERGONHA!!! Mil desculpas minha amada, mas estou meio corrida aqui e a vida pessoal não tem sido das melhores (infelizmente).

    Mas cá estou e preciso dizer: que saudade do Le Cirque de Rèves. Eu confesso que, no começo, fiquei super perdida com a ideia da Erin mas a magia, a descrição de cada tenda, cada magia me surpreendeu que no final peguei a essência do livro! Muito lindo e bem que poderia virar filme né? O Johnny Depp já está escalado na minha mente! \o/

    Beijos!

    • Oi flor!
      Sem problema. Eu também estou visitando os blogs quando tenho tempo e tem dias que perco a paciência para fazer essas visitas. Não sei se é do cansaço do trabalho mas me enervo cada vez mais com o facto de entrar no Google Reader, ter mais de 100 post para ler e desses 40% são xerox uns dos outros.
      Mas vamos deixar meus desabafos de lado. O livro é realmente muito bom. Todo o ambiente de magia e de mistério em torno do Circo nos transporta para um outro plano. Parece que a gente acaba enfeitiçado, sabe?

      Um beijo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s