Pecados na Noite

Tami Hoag

Era mais um dia como tantos outros na pacata cidade de Deer Lake, Minesotta. Um grupo de rapazes terminou o seu treino de hóquei e esperavam no exterior do rinque que os viessem buscar. Todos vieram menos a mãe de Josh Kirkwood. Hannah Garrison é a chefe do Serviço de Urgências no Hospital local e já no fim do seu turno surge um grupo de feridos, vítimas de um acidente rodoviário. Quando Hannah chega ao rinque, Josh tinha desaparecido. Toda a comunidade é mobilizada para ajudar nas buscas e Megan O’Malley, a primeira mulher a ocupar a posição de agente de campo no BCA, é chamada a participar na investigação. Com o decorrer da mesma, começam a revelar-se segredos bem escondidos, medos reprimidos e vai-se desenhando um jogo doentio e perverso em volta do rapto do pequeno Josh. E tudo isto numa cidade onde toda a gente se conhece pelo nome e onde crimes como estes só acontecem nas grandes metrópoles.

Indo numa onda de experimentar géneros literários novos, decidi apostar em Tami Hoag por já ter lido em vários blogs que a senhora é a Rainha do Crime. Verdade seja dita, fiquei muito surpreendida e satisfeita com a escolha que fiz. Hoag constrói um enredo que é uma verdadeira teia. Todas as personagens têm alguma ligação umas com as outras, mesmo que muito ténue. Isso faz com que seja um enredo muito envolvente, daqueles que o leitor não consegue largar facilmente já que a sede de saber mais alguma coisa sobre o mistério é grande. O mistério esse é lançado em doses bem medidas, quase que viciantes. Apesar de existir muita linguagem técnica, nomeadamente nos capítulos que falam do decorrer das investigações, essa mesma linguagem não é assim tão complicada de assimilar. Qualquer um que esteja familiarizado com séries de TV tipo CSI acaba por perceber minimamente do que se está a falar. Mas aquilo que eu mais gostei no estilo de escrita de Tami Hoag é a construção das personagens. A autora cria pessoas com uma complexidade e intensidade tal que é impossível ficar indiferente. Eu passei o livro inteiro a querer dar um arraial de pancada no Paul Kirkwood por ser um egoísta, um invejoso e um grandessíssimo idiota ou a ficar um bocadinho farta do jogo de gato e rato ao estilo “hoje quero-te mas amanhã já não preciso de ti” da Megan com o Mitch Holt. Já para não falar das entradas de diário dos raptores espalhados pelo texto que acabam por ser autênticos jogos psicológicos com o próprio leitor. Conclusão, para quem for fã de literatura policial este livro é a não perder.

Classificação: 5/5

“O rapto de Josh quebrara a plácida superfície da pequena cidade e revelara um ninho de víboras. Traições e segredos, mentes retorcidas e corações negros, tudo à mistura para que ninguém pudesse desatar o nó.”

2 pensamentos sobre “Pecados na Noite

  1. Oi Isa!
    Adorei ler a resenha de um dos meus gêneros literários favoritos! É uma delícia se envolver nesses suspenses, em investigações policiais – claro, no mundo ficcional porque se fosse real eu teria “cagado na zorba”. Eu sempre faço as deduções erradas e sempre desconfio das pessoas erradas. Se bem que, devo confessar que, assistindo a série The Following estou melhorando nos palpites! Yeah!
    Pesquisarei sobre os livros da Tami aqui no Brasil, quero ver se ela é realmente boa no suspense! 😉

    Beijos!

    • Oi Jeh!
      Esse ano já comprei vários livros dentro do gênero policial. Quero experimentar gêneros novos, sabe? Diversificar minhas leituras, abrir meus horizontes literários.
      Com um livro só fiquei fã da Tami Hoag. Com certeza você irá ler aqui mais resenhas aos livros dela!

      Um beijo gigante e boas leituras 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s