A Ciganita

Preciosa é uma jovem cigana cuja beleza e graciosidade dos seus 15 anos em nada faz antever a maturidade e a inteligência dos seus pensamentos. Ao chegar a Madrid com os restantes membros do seu acampamentos, é abordada por um jovem cavaleiro de famílias nobres que, enamorado dos encantos da jovem, a pede em casamento. Mas Preciosa, do alto da sua precoce maturidade, pede-lhe que se faça cigano e espere 2 anos, pois só assim casaria com ele.
Conhecido maioritariamente pelo livro D. Quixote, Cervantes mostra nesta novela uma outra faceta, a de contista. É um livro pequeno mas interessante, com uma cadência de escrita rápida graças à ausência de capítulos. No entanto, o nível de erudição de grande parte do discurso pode ser um entrave ao leitores que não estejam tão habituados ao mesmo. Existem também partes do texto que se lêem ainda com mais rapidez devido à presença abundante dos poemas que Preciosa cantava. Já o final é completamente inesperado, dando um pouco mais de emoção a todo o enredo. Este é, no fundo, um livro de onde se retira uma lição: todas as pessoas são importantes e especiais, independentemente da sua origem ou classe social.
Classificação: 3/5
” – Querer-me-ão para boba – voltou ela – e como não saberei sê-lo, ficará tudo perdido. Se me quisessem para ajuizada, ainda me levariam, mas nalguns palácio medram mais os bobos que os sensatos. Sinto-me muito bem como cigana e pobre e que a sorte me corra como Deus quiser.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s