Gente Feliz Com Lágrimas

Tendo como pano de fundo o arquipélago dos Açores, mais concretamente a Ilha de S. Miguel, ficamos a conhecer um enredo que tem quatro grandes momentos. Numa primeira fase ficamos a conhecer a família que está no centro desta narrativa pela voz de três dos filhos: Nuno, Maria Amélia e Luís Miguel. Através das suas memórias somos transportados para a infância destes irmãos, uma infância pautada pela violência a que estavam votados pelos pais. Obrigados a fazer trabalhos pesados, agredidos pelo temido papá houvesse ou não um motivo para tal, alimentados sem quantidade ou substância, tudo isto fez com que aquelas crianças que se tornaram adultas cedo demais e os traumas ficassem para sempre. Para fugir a tudo isto Nuno ingressou no seminário, Maria Amélia no convento e Luís Miguel alistou-se no serviço militar depois de anos a defender os irmãos mais novos da tirania do pai. Numa segunda fase é apenas Nuno que fala. Ficamos a saber do percurso de Nuno e Maria Amélia na vida eclesiástica que seguiram, o futuro de ambos após essa fase de vida e as vagas de emigração da família para o Canadá e para os Estados Unidos. Numa terceira fase ouvimos o ponto de vista de Marta, a esposa de Nuno, sobre a vida dele, sobre o seu casamento, sobre a sua própria vida, os seus anseios e as suas expectativas. E por fiz acompanhamos Nuno de volta aos seus Açores natal, à casa da família que guarda tantas memórias.
Este não é um livro fácil de ler. Requer predisposição para o fazer, sangue frio para não nos horrorizarmos com aquilo que vamos ler, imparcialidade para não odiar umas personagens e amar outras. Todos nós em algum momento da nossa vida ouvimos histórias dos nossos pais ou dos nossos avós de quão difíceis eram os tempos no seu próprio passado. As famílias numerosas com poucos recursos, o alimento parco que escasseava, as batatas cozidas com a pele, a sardinha dividida por 4 ou 5 pessoas, as sopas feitas de saramagos dos campos, a fatia de broa que os mais afortunados recebiam como lanche para levar para a escola, etc. É isso que encontramos neste livro, o relato de um arquipélago agreste e pobre, que embrutece quem nele habita. Mas o que mais horrorizou, principalmente na primeira fase da história, foi o relato de violência a que as personagens estavam sujeitas. Por muito dramática ou dura que seja a realidade de uma família, por muito numerosa que a mesma seja, nada justifica essa falta de afectos de pais para filhos. Nada justifica também a falta de acção dos restantes familiares e vizinhos, conhecedores e coniventes com a situação. Nada justifica que por muito pobre que uma criança seja, a mesma não tenha direito a uma infância feliz. Outra das coisas que ajudou a cortar um pouco o interesse pelo livros foram as várias considerações filosóficas que, sobretudo na segunda fase do livro, a personagem Nuno ia semeando pelo relato, distraindo o leitor daquilo que era o essencial. No entanto nem tudo é mau. As descrições que o autor faz sobre as paisagens da ilha são muito vivas e trazem ao leitor aquilo que é o encanto e a beleza que todos conhecemos dos Açores. Concluindo, este não é um mau livro, apenas tem de ser lido com a predisposição de o apreciar na sua total essência.
Classificação: 3/5
“A miséria, sendo muito outra, era só coisa de espírito. Crescia no coração dos meus pais, como a hera dos muros ou o trevo nos pastos, e chamava-se avareza. O pão endurecia durante quinze dias e ganhava bolor – porque o forno gastava lenha! O leite que devia calcificar-nos os dentes e os ossos era para vender à fábrica: depois ficávamos a implorar uma fatia de pão de trigo com manteiga de vaca, uma lâmina de queijo com pão da loja à merenda, e nada: segundo a mãe, isso era comida de ricos.”

Um pensamento sobre “Gente Feliz Com Lágrimas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s