Lendas e Narrativas (Volumes I e II)

Alexandre Herculano publicou estas Lendas e Narrativas no ano de 1851, em dois volumes. Os textos aqui apresentados foram publicados numa revista literária, O Panorama, entre os anos de 1839 e 1844. São várias as temáticas que podemos encontrar nestes textos. Desde a época de dominação muçulmana (O Alcaide de Santarém), passando por episódios da guerra luso-castelhana no reinado de D. Fernando (Arras por foro de Espanha e O castelo de Faria), lendas populares de tradição oral (O Bispo Negro e A Dama do Pé de Cabra) ou narrativas de fundo histórico (A Abóbada ou Três Meses em Calecut). Este último tema reflecte o gosto especial de Alexandre Herculano e de outro escritores do Romantismo português pela Idade Média.
Já ouvi e li em várias ocasiões um grande número de pessoas a afirmar que, por força das circunstâncias (leitura obrigatória na escola, por exemplo), tiveram de ler Alexandre Herculano e que odiaram. Permitam-me discordar dessa opinião. Este livro em particular lê-se bastante bem, apesar de todo um conjunto de factores que podem desmotivar os leitores. Grande parte dos contos estão escritos numa linguagem mais arcaica, no sentido de os aproximar o mais possível à época que retratam. Muitas palavras são culturalmente específicas das épocas retratadas mas são habilmente acompanhadas de notas explicativas no rodapé. Outro dos factores para tornar este livro interessante é a constante mistura de temas, já que contos de origem mais histórica são intercalados com pequenos pedaços de lendas que foram transmitidas de geração em geração, umas mais conhecidas que outras. Recomendo-o a todos os leitores com gosto por temas mais históricos.
Classificação: 4/5
“Se a história se contenta com o triste espectáculo de um filho condenando ao exílio aquela que o gerou, a tradição carrega as tintas do quadro, pintando-nos a desditosa viúva do conde Henrique a arrastar grilhões no fundo de um calabouço. A história conta-nos o facto; a tradição os costumes. A história é verdadeira, a tradição verosímil; e o verosímil é o que importa ao que busca as lendas da pátria.”

Um pensamento sobre “Lendas e Narrativas (Volumes I e II)

  1. Também o li este ano e tem contos muito bons.
    São estas obras que me ajudam a saber um pouco mais sobre a nossa História, pois nunca fui muito boa nessa área!
    “A Dama do Pé de Cabra” era o único que já conhecia.
    Gostei muito de “O Bispo Negro”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s