O Senhor da Chuva

Segundo as leis dos espíritos, anjos e demónios estão proibidos de interferir com o plano terreno. No entanto, o anjo Thal desrespeitou essa regra fundamental ao apoderar-se do corpo de Gregório, um traficante de droga, após ser atacado por um grupo de demónios liderado por Khel, um cão-demónio. Com o aproximar da Batalha Negra, consequência directa do quebrar das regras, as forças da Luz e das Trevas reunem tropas e apoio espiritual nos seus seguidores para aquela que se revelou ser uma batalha sangrenta.
Em conversa sobre escritores contemporâneos brasileiros com várias pessoas desse país que conheço via internet, muitas delas recomendaram-me André Vianco. Como infelizmente não está publicado em Portugal, tive que recorrer ao formato e-book para ter acesso às suas obras. Digo infelizmente porque pela qualidade de escrita que encontrei neste livro, é uma pena que os leitores portugueses não tenham acesso às suas obras. Não sou propriamente fã de literatura deste género, onde se incluem elementos de um panorama mais sobrenatural, mas confesso que tive uma agradável surpresa. Apesar de, por momentos, o cruzamento de vários planos de narrativa se tornar confuso, no geral é um livro agradável de ler. Devo, no entanto, alertar que certas passagens não são aconselháveis a estômagos mais fracos. Recomendo-o vivamente aos fãs do género.
Classificação: 4/5
“Um vampiro não é mais nada do que o agora. Um vampiro é o sangue que ele bebe durante devaneio alucinado. Um vampiro é a sombra que ele toma. E o gato que ele mata por nada. É o pensamento que ele lê e arranca sem per­missão. E o grito que provoca. E o sangue que ele gela. E o minuto-segundo que suspira, imaginando sentir o coração pulsar. E a lágrima que cai quando o fim nos parece certo. Um vampiro é exatamente isso. É toda magnífica ação, ou sensação, que cabe dentro de uma fração de segundos. Portanto, não tenham medo do vampiro. Ele não é nada quando o Sol chega. Ele não é nada na ponta da estaca. Não tenha medo do vampiro; ele não é nada.”

2 pensamentos sobre “O Senhor da Chuva

  1. Olá, não conhecia seu blog.
    Senhor da chiva foi o primeiro livro que li do Adré Vianco, mas confesso que foi o que menos gostei, como voce disse. Não é aconselhavel para stômagos mais fracos. HAHAHA

    bjos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s