Os Três Casamentos de Camilla S.

Aos noventa anos, Camilla começa a escrever a sua auto-biografia, baseando-se nos seus diários que mantém até à data. Aos longos das páginas, Camilla revê a sua vida, desde a sua infância de orfã criada pelos tios-avós numa quinta de Sintra, passando por aquilo que considera ser o ponto fundamental da sua existência como pessoa e mulher, os seus três casamentos. Para Camilla, os seus  casamentos marcaram diferentes momentos, ou ciclos, da sua vida. O denominador comum dos três passa pelo apelido dos seus maridos, todos começados com a letra S, como havia previsto a sua fiel amiga e criada Paca.
Não posso começar esta minha opinião mais pessoal sem referir o misto de sensações que me assolou durante a leitura do mesmo. Se por um lado estava satisfeita por ter nas mãos uma obra tão boa, por outro sentia um vazio por saber que Rosa Lobato de Faria já não está entre nós para presentear os seus leitores com a sua arte. Mas passando ao livro propriamente dito. Esta é uma obra excelente, que me deu muito prazer ler. A história atravessa quase um século de vida de Portugal. Acompanhamos pelos olhos de Camilla diversos acontecimentos históricos desde o Regicídio, passando pela Implantação da Républica, o início do Estado Novo e o 25 de Abril. É interessante ver como a própria maneira de estar da protagonista vai se modificando com o avançar dos anos, desde o tempo em que não era bem visto uma senhora falar de política ao tempo em que a própria fazia questão que a informassem do que se estava a passar. A escrita é de uma beleza imensa, carregada de poesia em forma de prosa, com toques de romantismo e modernidade. Um livro que recomendo vivamente a toda a gente.
Classificação: 5/5
“Uns homens vindos da rua, das tabernas, dos lugares de hortaliça, enriqueceram durante a guerra com o mercado negro. Agora tentam casar as filhas com os meninos das famílias arruinadas, comprando para elas, ao mesmo tempo, um marido e um brasão. Em breve estará tudo com antes.”

12 pensamentos sobre “Os Três Casamentos de Camilla S.

  1. Gostava de ler ainda este ano um livro de Rosa Lobato de Faria. É pena, mas às vezes é verdade, que por vezes um escritor só chama para si a atenção merecida depois de partir. 😦

    Boas leituras.

    Tiago

  2. Olá!
    Também li este livro há algum tempo e gostei muito. Gosto de histórias de mulheres, sobretudo com personalidade forte, como era o caso da “Camila”. Agora também estou a ler Rosa Lobato de Faria, “O Sétimo Véu” e também estou a gostar muito. Mesmo assim, acho este livro um pouco “light”, mas de vez em quando sabe bem. 🙂
    Beijinhos e boas leituras!

  3. Realmente é uma pena que a autora tenha felecido, mas não acho que só tenha sido notada depois de morta, pois já há muito que ouvia falar na sua obra e estou desejosa de ler este livro, que, segundo esta opinião, é muito bom.

  4. neste momento tou a ler este livro e ainda vou a meio mas tenho a certeza de uma coisa, este livro é mt bom porque cativa o leitor e tem momentos que o que estou a ler é apenas so uma historia de um livro e afinal essa história foi real o que ainda me da mais vontade de continuar a ler.

  5. Quando li este livro era mesmo só porque estava a fazer um relatório para a escola e a professora tinha dito para fazer escolhas que motivassem os meus colegas pois iria ser uma apresentação oral e a nota era boa se eles prestasssem atenção .Escolhi o livro mesmo por a autora ter falecido , mas agora estou narrependida porque devia tet começado a ler os seus livros antes para el ( que Deus a guarde ) ME TER DADO UM AUTOGRAFO ! Que pena !

  6. Melhor livro que li na minha vida,ao passar férias em Portugal descobri-o, maravilhoso, perfeito…
    Recomendo para toda a gente que gosta de uma ótima leitura, podendo assim entrar de cabeça na história…
    Daiany – Brasil.

  7. Entre os vários livros que já tive oportunidade de ler, nenhum me proporcionou sensações tão boas! Mas a mais surpreendente de todas elas, foi o facto de me emocionar, chegar mesmo a brotar lágrimas nos olhos, no momento da narrativa em que André se despede de Camilla.
    A escrita deste livro é, verdadeira e exactamente, poesia em forma de prosa!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s