Harry Potter e a Câmara dos Segredos

Harry Potter e a Câmara dos Segredos

É o primeiro Verão de Harry Potter em Privet Drive desde que entrou em Hogwarts. O nosso jovem feiticeiro esperava divertir-se um bocado às custas do primo aproveitando que os Dursleys não sabiam que ele não podia usar magia fora da escola. Mas ao contrário do que previa, o tempo pareceu parar e o dia de voltar às aulas nunca mais chegava. Durante uma diner party dos tios surge algo inesperado. Um pequeno elfo doméstico chamado Dobby aparece no seu quarto e avisa-o para não voltar à escola, que era demasiado perigoso. Harry contraria o aviso do elfo e se o ano anterior foi atribulado em termos de peripécias, o segundo foi recheado de aventuras e perigos. O que é a Câmara dos Segredos? Quem a abriu e o que andava a transformar toda a gente em pedra? Os nossos três amigos, Harry, Ron e Hermione, descobriram as respostas a todas essas questões.

Neste segundo livro o ritmo de leitura continua rápido e cheio de acção. Continua a existir alguma torrente de informação mas nada comparado ao primeiro livro, apenas o bastante para cimentar tudo o que já foi apresentado. As personagens mantêm-se ainda um pouco infantis e sem complexidade o que é perfeitamente normal quando se fala de crianças de 12 anos. A fluência do discurso já se apresenta mais natural mas voltam a existir alguns problemas a nível da tradução como a dualidade de critérios (no primeiro livro o nome do cão de duas cabeças foi deixado no original e neste foi traduzido; títulos de livros deixados no original num capítulo e traduzidos no no capítulo seguinte) e a utilização de termos mais ligados ao Português falado no Brasil como “ursinho de pelúcia”. Em jeito de conclusão, continua a ser uma história interessante e que deixa os leitores com a “pulga atrás da orelha” para saber que mais é que poderá acontecer ao jovem Harry.

Classificação: 3/5

Mas, na sua maioria, a vida melhorou bastante para os da minha espécie desde que Harry Potter triunfou sobre Aquele cujo nome não deve ser pronunciado. Harry Potter sobreviveu e o poder dos senhores do Mal foi quebrado, e veio uma nova alvorada, senhor, e Harry Potter brilhou como um farol de esperança para aqueles que entre nós já pensavam que a longa noite nunca mais teria fim, senhor… e agora em Hogwarts vão acontecer coisas terríveis, talvez já estejam a acontecer e Dobby não pode deixar Harry Potter ficar aqui, agora que a história vai repetir-se, agora que a Câmara dos Segredos está de novo aberta.”

Opinião re-escrita a 23-Jul-2013

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s