A Luz

Com o dinheiro a escassear para sustentar a família, Jack Torrence vê-se obrigado a aceitar o emprego de zelador de Inverno do Hotel Overlook, um outrora luxuoso hotel metido nas montanhas do Estado do Colorado e que nos meses de Inverno fica completamente isolado por causa dos intensos nevões. Apesar de conhecer vagamente os rumores que se contam sobre o hotel, Jack encontra neste emprego uma possibilidade de se reaproximar da mulher, Wendy, e do filho, Danny, livrar-se de vez do vício do alcool e finalmente terminar a peça de teatro que estava a escrever. O que ninguém daquela família contava era que os acontecimentos do passado se misturassem com o presente, levando a um final trágico para o Overlook.
Confesso, o terror não é daquele género de filme ou livro que me agrade particularmente, mas decidi dar ao “Mestre do Terror” o benefício da dúvida. Apesar de ter cenas bastante horripilantes, é uma história muito bem construída, que explora bem a parte psicológica das pessoas face ao medo do desconhecido. Stephen King é, sem dúvida, um autor para continuar a seguir e quando ganhar coragem, verei as adaptações cinematográficas.
Classificação: 5/5

“- Em qualquer grande hotel há escândalos, da mesma forma que qualquer grande hotel tem um fantasma.Porquê? Ora, as pessoas vão e vêm. Às vezes, alguém bate aqui a bota, tem um ataque de coração, uma trombose ou qualquer coisa assim. Os hotéis são lugares supersticiosos. Nada de décimo terceiro andar ou quartos número treze, espelhos por trás da porta da entrada, coisas assim.”

6 pensamentos sobre “A Luz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s