Os da minha rua

Na infância de cada um, existem sempre pequenas coisas que ficam gravadas na memória. O lugar onde crescemos, as suas cores, os cheiros, as pessoas, os sabores. Memórias que nos acompanham para o resto da vida e que quase sempre nos deixam nostalgia e um sorriso no rosto quando nos lembramos delas. Através de pequenas histórias, Ondjaki retrata os momentos do que é crescer como criança nas ruas de Luanda. Um livro lindíssimo, com descrições que nos levam para África, para a Luanda que um dia foi portuguesa.
Classificação: 5/5

“Atravessei o quintal com o copo de vidro na mão, na direcção da torneira da cerveja pendurada na parede. Na cozinha aberta, cá fora, a tia Rosa, com o avental dela azul e bonito, com chinelas abertas e antigas, fritava mais torresmos e controlava o peixe grosso no forno. Durante muitos anos, para mim o mundo teve o cheiro daquele quintal maluco: as cervejas, as comidas e as mãos da tia Rosa a emprestarem cheiros de cozinha aos meus cabelos despenteados.”

2 pensamentos sobre “Os da minha rua

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s